June 21, 2021

PHILIP MORRIS BRASIL CELEBRA A INCLUSÃO E A DIVERSIDADE E DIZ NÃO À LGBTIFOBIA

shutterstock_682419157
No dia 22 de junho, o grupo de inclusão e promoção da diversidade LGBTI+ da empresa discutirá com todas as afiliadas o orgulho de ser um aliado/aliada da comunidade
 
No mês do Orgulho LGBTI+, a Philip Morris Brasil (PMB) também quer falar do orgulho de ser um aliado/aliada dessa comunidade. Por meio do Stripes, seu grupo de inclusão e promoção da diversidade LGBTI+, promove no próximo dia 22 um bate-papo sobre a questão, com a participação de Reinaldo Bulgarelli, secretário-executivo do Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+ e Fernando Janizello, Líder do grupo Pride na Cargill.
 
A transmissão do debate, liderado pela equipe do Stripes no Brasil, será simultânea para todas as unidades da empresa no Brasil e para as afiliadas da Philip Morris International (PMI) ao redor do mundo.
 
“Respeitar e celebrar as diferenças são valores fundamentais para a PMB e acreditamos que podemos avançar em um ambiente de trabalho cada vez mais inclusivo para todos e todas, assim como em uma sociedade mais justa”, destaca Felipe Britto, especialista de projetos e diretor de Conteúdo do Stripes. 
 
Conforme explica Britto, ser um aliado ou aliada da comunidade LGBTI+ é apoiar a equidade de oportunidades, independente de orientação sexual ou identidade de gênero e se posicionar contra a LGBTIfobia, seja na empresa ou em qualquer outro ambiente em que esteja. Para isso, o fundamental é ter boa vontade e estar disposto a ajudar a causa. 
 
Para dar suporte aos aliados, a PMB elaborou um manual que auxilia no entendimento da temática, para os que não a conhecem. Além disso, contém informações úteis como o significado da sigla, além de dicas de filmes que ajudam a entender o universo LGBTI+ e respostas a algumas das dúvidas mais comuns.
 
O diretor de Conteúdo do Stripes lembra que o Brasil é um dos países que mais matam LGBTI+ no mundo e, para coibir essa estatística tão cruel, as empresas e a sociedade brasileira como um todo têm um longo caminho a percorrer. Nesse processo, a troca de experiências entre as organizações sobre as boas práticas de combate ao preconceito e à discriminação tem sido muito positiva, assim como o trabalho com os aliados e aliadas.
 
Britto comemora o fato de atualmente o Stripes contar com participantes não LGBTI+. “Ter aliados com ideias diferentes é muito importante para entregarmos de forma compreensível todas as nossas mensagens. Os aliados nos ajudam a saber se estamos sendo efetivos ou não e o que podemos fazer diferente. É a diversidade dentro da diversidade que nos ajuda a crescer cada vez mais”, destaca. 
 
Criado em 2017 por um grupo de colaboradores voluntários para celebrar a diversidade e atrair e reter talentos LGBTI+, o Stripes Brasil, por seu pioneirismo, tem participado ativamente da rede global da Philip Morris International. O grupo é considerado referência na implantação de políticas de diversidade em outros países em que a companhia está presente.
 
Entre as muitas conquistas está a formalização, pela PMB, da política global para Pessoas Transgêneras e em Transição de Gênero, com diretrizes para o acolhimento desses colaboradores, como a adoção do nome social nos documentos internos da empresa. Para maior conforto dos candidatos trans, a PMB fez parceria com a TransEmpregos, plataforma específica para a população trans. Além disso, existe a área interna de Compliance e também uma linha externa 0800, disponível 24 horas por dia para denúncias, sendo investigadas todas as condutas consideradas impróprias.
 
As uniões homoafetivas são consideradas em suas diretrizes de benefícios para todos os fins, garantindo aos colaboradores LGBTI+, por exemplo, direitos como o auxílio-creche e licença casamento. Além disso, também foi garantida a licença paternidade de 120 a 180 dias aos casais homoafetivos, assim como a pais solteiros, equiparada à licença maternidade para casais heterossexuais.