February 26, 2020

PHILIP MORRIS BRASIL LEVA AGROBIODIVERSIDADE AOS PRODUTORES DE TABACO

release embrapa
Em parceria com a Embrapa Clima Temperado, empresa aplica pesquisa, tecnologia e inovação na promoção do desenvolvimento sustentável dos fumicultores

São Paulo, 26 de fevereiro de 2020 – A Embrapa Clima Temperado, localizada em Pelotas/RS, e a Philip Morris Brasil (PMB) se uniram em prol da pesquisa, do desenvolvimento e da inovação, para garantir aos produtores de tabaco um modelo de produção sustentável. Mais de cinco mil pequenos agricultores nos três Estados da Região Sul do Brasil estão sendo beneficiados pelo programa Auéra, iniciativa pioneira para a proteção da biodiversidade no âmbito da produção rural familiar.

O programa, iniciado em outubro de 2019, está alinhado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU). A base é o conceito de agrobiodiversidade, que está associado às relações entre o homem, as plantas cultivadas e o ambiente, com reflexo positivo na conservação dos recursos naturais, na segurança alimentar e no desenvolvimento sustentável. A iniciativa prevê a realização de um amplo diagnóstico socioambiental das propriedades produtoras de tabaco alcançadas pelo programa, a definição de indicadores de sustentabilidade a serem monitorados, ações de capacitação e um plano de intervenções visando a recuperação de áreas degradadas e proteção da biodiversidade (fauna e flora) no âmbito da produção rural familiar.

As ações do programa estão sendo implantadas a partir de cinco pilares: 1) identificação e caracterização de oportunidades de manutenção e fortalecimento da agrobiodiversidade; 2) geração de bases de dados, informações e conhecimentos sobre a sustentabilidade das propriedades rurais; 3) contribuição para a segurança alimentar e nutricional das famílias produtoras de tabaco; 4) promoção da sustentabilidade das propriedades, amparada no conceito de gestão ambiental; e 5) geração de um modelo de produção sustentável para agricultura familiar.

Durante todo o desenvolvimento do programa, indicadores de qualidade ambiental, fitotécnicos e serviços ecossistêmicos serão caracterizados e quantificados, gerando uma base de dados e informações que poderão servir para futuro processo de certificação ou selo ambiental.

“Trabalhar de forma colaborativa com os produtores parceiros para a preservação do meio ambiente é um aspecto-chave da forma como trabalhamos sustentabilidade. Estar ao lado de uma instituição como a Embrapa Clima Temperado nos dá a certeza de que estamos no caminho certo para uma produção de tabaco cada vez mais sustentável, que valoriza as pequenas propriedades e o trabalho realizado por milhares de famílias na Região Sul do Brasil”, enfatiza Guatimozin Santos, gerente de Relações Institucionais da Philip Morris Brasil

Projeto Quintais Orgânicos de Frutas é renovado para 2020

Outra parceria da PMB com a Embrapa Clima Temperado, o Projeto Quintais Orgânicos de Frutas, foi renovada para 2020, garantindo o plantio de pelo menos mais 100 quintais neste ano. A iniciativa, que em 2019 já havia beneficiado outras 100 famílias de produtores rurais da Região Sul, privilegia os princípios da produção agrícola de base ecológica, abordando questões culturais, étnicas, ambientais, alimentares, econômicas e medicinais.

Com o apoio da PMB, em 2019, propriedades em 25 municípios do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná foram contempladas pelo programa, através da distribuição de mudas de frutas e vegetais, que são escolhidas em função de suas características nutricionais e medicinais, assim como adaptação ao solo e clima da região.

Os responsáveis pelas propriedades onde os quintais são plantados, além de receberem as mudas, sementes e fertilizantes, contam com capacitação sobre adubação, irrigação, controle de pragas, poda e outros conhecimentos necessários para uma produção satisfatória. As espécies escolhidas frutificam durante todo ano, podendo ser utilizadas tanto para o consumo familiar quanto para a comercialização do excedente in natura ou processado. 

O Projeto Quintais Orgânicos de Frutas compõe a Plataforma de Boas Práticas para o Desenvolvimento Sustentável, que faz parte do programa de cooperação com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), intitulado Programa de Cooperação Internacional Brasil-FAO. Essa iniciativa busca compartilhar experiências exitosas relativas ao desenvolvimento humano aliado ao desenvolvimento social, ambiental e econômico.

Sobre a Philip Morris Brasil
Afiliada da Philip Morris International (PMI) que está liderando a transformação na indústria do tabaco para criar um futuro sem fumaça e substituir os cigarros por produtos sem fumaça, para o benefício de adultos que continuariam fumando, para a sociedade, para a companhia e para os investidores. Líder no mercado de tabaco, dedicada à fabricação e venda de cigarros, produtos de aquecimento de tabaco, dispositivos e acessórios eletrônicos, a Philip Morris Brasil atua no País há 45 anos. A companhia está liderando uma transformação no setor para criar um futuro sem fumaça, substituindo os cigarros por alternativas sem fumaça que, embora não sejam isentas de riscos, são uma escolha muito melhor do que continuar fumando. Com áreas multidisciplinares em desenvolvimento, instalações de última geração e comprovação científica, a PMI visa garantir que seus produtos sem fumaça atendam às preferências dos adultos fumantes e aos rigorosos requisitos regulatórios, para benefício da sociedade, da empresa e de seus acionistas. O portfólio da PMI inclui tabaco aquecido e produtos que contêm nicotina. No final de 2019, a estimativa da PMI era de que aproximadamente 9,7 milhões de adultos fumantes em todo o mundo parariam de fumar e migrariam para seu produto de tabaco aquecido, IQOS, atualmente disponível para venda em mais de 50 mercados.

Sobre a Embrapa Clima Temperado
O Centro de Pesquisa Agropecuária de Clima Temperado é uma das 43 Unidades da Embrapa e possui larga história de pesquisas para a região de clima temperado brasileira. Desde a metade do século 20, pesquisadores das mais diversas especialidades geram tecnologias para a região Sul do País. Dentre suas principais áreas de atuação estão recursos naturais, meio ambiente, grãos, fruticultura, oleráceas, sistemas de pecuária com ênfase para gado e agricultura de base familiar.