Conclusões até à data

Os estudos existentes sobre o sistema de aquecimento de tabaco encontram-se numa fase avançada, e os resultados são encorajadores.
Swiss case study hero image Cube Neuchatel

Os estudos da PMI relativos ao nosso produto sem fumo mais inovador - o Sistema de Aquecimento de Tabaco (SAT)1, estão a progredir rapidamente e permitem já concluir o seguinte (quando usado devidamente): 

  • Produtos sem combustão e fumo;
  • De acordo com testes em laboratório, o aerossol contém, em média, menos 95% de constituintes nocivos e potencialmente nocivos (CNPN) e é menos tóxico que o fumo dos cigarros*;
  • De acordo com testes à qualidade do ar interior, o aerossol não tem um efeito adverso na qualidade do ar interior e, também, não representa uma fonte de fumo passivo; 
  • Um estudo de 90 dias nos EUA e um estudo de 90 dias no Japão permitiram observar que os fumadores que substituíram completamente os cigarros pelo tabaco aquecido SAT reduziram a sua exposição a determinados constituintes nocivos ou potencialmente nocivos com base  CNPN (baseado nas medições dos biomarcadores de exposição). Estes níveis de exposição reduzida aproximaram-se dos observados nas pessoas que tinham deixado de fumar durante os estudos;
  • As observações clínicas de um estudo de seis meses, utilizando bio-marcadores de potencial nocividade, revelam que mudar para o tabaco aquecido pode ter um impacto positivo na saúde do fumador adulto;
  • A investigação da PMI demonstra que pessoas que nunca fumaram ou que deixaram de fumar manifestam intersse muito baixo relativamente a estes novos produtos;
  • 70% dos fumadores que mudam para tabaco aquecido utilizam-no, em exclusivo, ou a par de outros produtos sem fumo;
  • O aerossol tem um impacto significativamente mais baixo na descoloração dentária quando comparado com os cigarros.

Até à data, os estudos da PMI indicam que o Sistema de Aquecimento de Tabaco, embora não seja isento de risco, tem potencial para apresentar menor risco de nocividade para os fumadores adultos que mudem completamente, por comparação com o consumo continuado de cigarros. 

*Menos 95% representa a média de redução nos níveis num número alargado de químicos nocivos (excluindo a nicotina) por comparação com o fumo do cigarro de referência (3R4F). 

1O SAT é comercializado como IQOS
prof-manuel-peitsch

Os resultados dos nossos estudos permitem-nos demonstrar que o Sistema de Aquecimento de Tabaco é uma alternativa menos nociva para os fumadores adultos que a adotam completamente. 

Manuel Peitsch, Chief Scientific Officer, Philip Morris International

Consulte o sítio da PMIScience para mais informação sobre o desenvolvimento científico e tecnológico dos nossos produtos. 

Como garantimos a independência dos nossos resultados científicos?

Na PMI estamos comprometidos em garantir a validação independente dos nossos estudos e avanços científicos dos   nossos produtos sem fumo. 
Desde 2008 publicámos mais de 365 publicações   revistas por pares e capítulos de livros relacionados com os nossos produtos sem fumo. 
Realizámos análises aprofundadas dos estudos científicos por especialistas independentes.
Desenvolvemos uma plataforma de verificação de métodos de pesquisa e resultados de estudos – a sbvIMPROVER.com através da metodologia crowd-sourcing

*Produtos de Risco Reduzido (“PRR”) é como a PMI se refere aos produtos que apresentam, possivelmente apresentam, ou demonstram potencial para apresentar um menor risco de nocividade para os fumadores que por eles optam em vez de continuarem a fumar. Os PRR da PMI encontram-se em vários estágios de desenvolvimento, avaliação científica e comercialização. Os PRR da PMI são produtos sem fumo que libertam um aerossol que contém quantidades bastante inferiores de constituintes nocivos e potencialmente nocivos do que os presentes no fumo dos cigarros.

Partilhe esta página