Na Tabaqueira, a sustentabilidade é o nosso modelo de negócio. 
Neste sentido, procuramos a curto, médio e longo prazo, melhorar a atividade diária de gestão e desempenho da  empresa, e o seu  impacto social, económico e ambiental das suas operações e cadeia de valor. 

Os nosso pilares:

  • Inovar para obter produtos melhores
  • Operar com excelência
  • Cuidar das nossas pessoas
  • Proteger o ambiente

O nosso compromisso com o desenvolvimento de práticas empresariais sustentáveis começa pelo reconhecimento da nocividade associada aos produtos de tabaco e pelo desenvolvimento de uma gama de produtos não combustíveis, que podem, ou não, conter tabaco, e que constituam uma alternativa melhor para os fumadores adultos, que de outra forma continuariam a fumar, por comparação ao consumo continuado de cigarros, e que  apresentam um potencial de redução significativa dos riscos para a saúde.

A Philip Morris Inernational (PMI) é uma empresa empregadora de excelência que procura promover um ambiente de trabalho seguro, diversificado e inclusivo - sendo um dos seus grandes objetivos alcançar a meta de 40% de mulheres em cargos de gestão até 2022. 

Em março de 2019, a PMI tornou-se a primeira empresa a receber a certificação de igualdade salarial, a nível global, que confirma salário igual a mulheres e homens em todo o mundo.

A ação climática é uma das grandes prioridades da Tabaqueira que tem vindo a ser materializada  em ações concretas em Portugal. É o caso das instalações da fábrica, em Sintra, onde desenvolvemos um programa energético e ambiental, que contempla um parque solar fotovoltaico e a renaturalização de uma ribeira. 

Para além disso, a energia é uma das áreas prioritárias para a Tabaqueira, onde 100% da energia elétrica consumida tem origem em fontes renováveis. Mas o compromisso da Tabaqueira é mais ambicioso. Com um investimento na ordem de mais de um milhão e meio de euros, foi implementada uma central solar fotovoltaica, que cobre uma área de 5.525 m2 com capacidade produtiva de 1MW, e que garantirá a integração de, aproximadamente, 10% de energia elétrica para autoconsumo da fábrica. Esta central solar fotovoltaica alimenta ainda 12 postos próprios de carregamento.

O trabalho que a Tabaqueira tem desenvolvido no combate às alterações climáticas segue o caminho de excelência preconizado pela PMI que foi novamente reconhecida pelo Carbon Disclosure Project – CDP, em 2020, como uma das 10 organizações no mundo com “Triple A”, distinção que reconhece os esforços da empresa em três áreas específicas: combate às alterações climáticas, proteção das florestas e da segurança da água. 

Nesta altura, assumimos publicamente um compromisso para com uma boa gestão da água, e, em 2019, a fábrica da Tabaqueira foi a primeira em Portugal, e a primeira das afiliadas europeias da PMI, a receber a certificação AWS (Alliance for Water Stewardship), que reconhece as boas práticas em matéria de uso ambientalmente sustentável da água.

Em 2018, a Associação Portuguesa de Ética Empresarial (APEE) premiou a Tabaqueira pelas suas boas práticas de sustentabilidade e pelo seu contributo na prossecução de melhorias de saúde e bem-estar.

Em 2019, a empresa foi uma vez mais reconhecida pela APEE pelos seus padrões de produção e consumo sustentáveis e ,em 2020, pelas práticas desenvolvidas na área da sustentabilidade e da responsabilidade social. 

Partilhe esta página