October 10, 2018

A PMI APOIA O PROTOCOLO PARA ELIMINAÇÃO DO COMÉRCIO ILÍCITO DE PRODUTOS DO TABACO

FCTC-news-Portugal

Por ocasião da 1.ª Reunião das Partes (MoP1) do Protocolo para a Eliminação do Comércio Ilícito de Produtos do Tabaco da Convenção Quadro para o Controlo do Tabaco (CQCT) da Organização Mundial de Saúde (OMS), a Philip Morris International (PMI) reitera o seu apoio aos objetivos do documento

A PMI, de que a Tabaqueira é a subsidiária em Portugal, reiterou o seu apoio ao Protocolo para a Eliminação do Comércio Ilícito de Produtos da CQCT da OMS. No documento agora tornado público, no momento da realização em Genebra da 1.ª Reunião das Partes Subscritoras do Protocolo (MoP1), a PMI exprime os seus pontos de vista sobre a melhor forma de combater o comércio ilícito de tabaco. 

Numa altura em que aproximadamente um em cada 10 cigarros consumidos no mundo provém do comércio ilícito, as Partes subscritoras do Protocolo devem adotar uma postura de cooperação para combater este flagelo. O documento da PMI propõe estratégias eficazes para combater o comércio ilícito de tabaco, em linha com as disposições-chave do Protocolo (ver aqui).

“O Protocolo é uma ferramenta global significativa e crucial para combater a grave questão do comércio ilícito de tabaco", afirmou Alvise Giustiniani, Vice-Presidente para a Prevenção do Comércio Ilícito da PMI. “Apoiamos vigorosamente os objetivos e os princípios do Protocolo, bem como a Reunião das Partes, que é um passo importante para resolver o problema multifacetado e extremamente complexo do comércio ilícito de tabaco.”

O documento da PMI coloca um acento tónico na questão da cooperação: "O Protocolo une países contra o flagelo do comércio ilícito de tabaco e vai desempenhar um papel-chave para desmantelar o mercado de tabaco ilegal. A cooperação será a base do seu sucesso: governos nacionais, organizações internacionais e a sociedade civil precisam de trabalhar juntos para combater o comércio ilícito de tabaco."

Do ponto de vista da PMI, estratégias eficazes para combater o comércio ilícito de tabaco têm de ser articuladas em torno dos seguintes seis pilares:

1. Seguimento e localização do produto com base em padrões internacionais abertos e reconhecidos;

2. Controlo e monitoração eficazes de Zonas Francas;

3. Maior cooperação internacional;

4. Aplicação de sanções dissuasivas a comerciantes ilícitos;

5. Regimes de concessão de licenças com ênfase no combate ao comércio ilícito;

6. Requisitos significativos de diligência devida e de manutenção de registos.

Para mais informações sobre os esforços e as iniciativas desenvolvidos pela PMI na luta contra o comércio ilícito, visite a nossa página na internet StopIllegal.

# # #

Philip Morris International: Quem somos

Somos uma empresa de tabaco líder do mercado internacional dedicada à produção e à venda de cigarros, e de outros produtos com nicotina, em mercados exteriores aos Estados Unidos da América. Estamos a construir o nosso futuro com base em produtos sem fumo que são escolhas de consumo muito melhores do que continuar a fumar cigarros. Graças a capacidades multidisciplinares no desenvolvimento de produtos, em instalações de tecnologia de ponta e na fundamentação científica, propomo-nos garantir que os nossos produtos sem fumo satisfaçam as preferências dos consumidores adultos e requisitos regulamentares rigorosos. A nossa ambição é que estes produtos possam vir a substituir os cigarros, beneficiando os fumadores adultos, a sociedade, a nossa empresa e os acionistas. Para mais informações, visites as nossas páginas na internet PMI e PMIScience.