January 30, 2020

Opinião Pública exige dos governos políticas inovadoras orientadas para a diminuição da prevalência de fumadores

INQUERITO

Na sequência de um inquérito global encomendado pela PMI, a empresa lançou um Livro Branco intitulado “Desfume a sua Mente”, que responde a perguntas desafiantes sobre a sua visão de um futuro livre de fumo.

 

Na defesa da necessidade de uma maior transparência do debate público, de uma verificação objetiva da ciência existente e de uma discussão aberta e construtiva sobre a melhor forma de legislar as alternativas sem combustão, a Philip Morris International (PMI), de que a Tabaqueira é subsidiária em Portugal, lançou um novo livro branco intitulado “Desfume a Sua Mente: Respostas Pragmáticas a Perguntas Difíceis por um Futuro Livre de Fumo."

O Livro Branco tem por base uma sondagem de opinião independente – encomendada pela PMI à empresa especializada Povaddo – conduzida em 14 países junto de 17.251 adultos com idades compreendidas entre os 21 e os 74 anos. O livro examina as opiniões dos inquiridos relativamente ao papel dos legisladores, da ciência e das empresas, tendo como pano de fundo o enfoque da empresa no desenvolvimento de produtos sem combustão que possam substituir os cigarros tão depressa quanto possível. 

Quanto às alternativas sem combustão, que possam substituir os cigarros, o Livro Branco mostra um forte interesse por parte do público na necessidade do debate sobre a matéria se basear em evidência científica aberta e políticas decididas com base nos factos. Quase 9 em cada 10 inquiridos (87 %) concordou que “ao decidir sobre legislação, os governos, os reguladores e as organizações de saúde pública deveriam levar em linha de conta  a evidência científica existente atualmente sobre os cigarros eletrónicos e os produtos de tabaco aquecido.” 

Também o facto de 89% dos inquiridos terem corroborado a opinião segundo a qual “deva competir aos fabricantes uma avaliação científica robusta do impacto prévia à comercialização de cigarros eletrónicos ou produtos de tabaco aquecido”, sublinha o apoio da opinião pública à necessidade de uma substanciação científica dos produtos sem combustão. 

“Alternativas livres de fumo oferecem uma abordagem de senso comum para a saúde pública”, disse Jacek Olczak, Chefe Operacional da PMI. “Numa altura em que a confiança nos governos e organizações está mais baixa que nunca, é essencial basear a tomada de decisões em ciência e factos. Para a PMI, este inquérito de opinião reforça a importância da transparência que deve ser observada na partilha da ciência que está na base dos nossos produtos sem fumo, tornando-a aberta para todos, quer sejam
governos, reguladores, cientistas, académicos ou o público em geral”, referiu ainda.

Embora a opção preferencial deva basear-se numa recomendação de abstinência de consumo de consumir qualquer produto de tabaco e/ou nicotina, a realidade é que existem milhões de fumadores que continuarão a fumar na ausência de melhores alternativas cientificamente substanciadas se lhes for negado o acesso e informação sobre as mesmas.

À medida que as alternativas sem fumo vão ganhando cada vez mais espaço, o Livro Branco procura responder às seguintes questões:

- Nós & Eu: As sociedades em geral preocupam-se realmente com os fumadores?

A Ciência Ilumina, a Ciência cega: Os consumidores levam a sério evidências       científicas ou negligenciam a “ciência” como se fosse outro truque de marketing?

- A Época da Desconfiança: Como é que a (des)confiança afeta atitudes para com as alternativas sem fumo?

- A Promessa e a Ameaça do que é novo: Como podemos ter a certeza que os produtos inovadores vão ser melhores que aqueles que substituem?

- Grande não é sempre mau: Existem alternativas sérias que sejam demasiado grandes para um mundo de 7.8 mil milhões de pessoas?

As respostas a estas questões podem ser consultadas no Livro Branco “Desfume a Sua Mente: Respostas Pragmáticas a Perguntas Difíceis por um Futuro Livre de Fumo”,
disponível aqui.


**

Metodologia do Inquérito 

A PMI confiou à Povaddo LLC a missão de conduzir um inquérito online junto 17.251 homens e mulheres com idades entre os 21 e os 74 anos, em 14 países: Argentina, Austrália, Brasil, Alemanha, Hong Kong, Israel, Itália, Japão, México, Holanda, Noruega, Rússia, Reino Unido e Estados Unidos. O inquérito foi conduzido entre o dia 4 e o dia 19 de dezembro de 2019 nas línguas nativas dos inquiridos. O estudo abrange uma margem de erro geral de +/- 0.75% no intervalo de 95% de confiança. 

**

Sobre a Philip Morris International: A construir um futuro livre de fumo

A Philip Morris International (PMI) está a liderar uma transformação na indústria do tabaco para criar um futuro sem fumo e, como meta final, substituir os cigarros por produtos sem fumo para benefício dos adultos que, de outra forma, continuariam a fumar, da sociedade, da empresa e dos seus acionistas. A PMI é uma importante empresa internacional de tabaco dedicada ao fabrico e comercialização de cigarros, produtos sem fumo e dispositivos eletrónicos e acessórios associados, e outros produtos que contêm nicotina em mercados fora dos EUA. A PMI está a construir um futuro numa nova categoria de produtos sem fumo, que embora não sejam isentos de risco, são uma escolha muito melhor do que continuar a fumar. Através de competências multidisciplinares no desenvolvimento de produtos, instalações de ponta e substanciação científica, a PMI procura garantir que os seus produtos sem fumo vão ao encontro das preferências dos consumidores adultos e de requisitos normativos rigorosos. A carteira de produtos sem fumo IQOS da PMI inclui produtos "de tabaco aquecido sem combustão" e produtos de vapor com nicotina. Desde 30 de setembro de 2019, a PMI estima que aproximadamente 8.8 milhões de fumadores adultos em todo o mundo já pararam de fumar e mudaram para o produto sem combustão da PMI, disponível para comercialização em 51 mercados, em cidades importantes ou a nível nacional, sob a designação de marca IQOS. Para obter mais informações, consulte PMI e PMIScience.
 

**

Sobre a Tabaqueira

A Tabaqueira é a subsidiária da Philip Morris International (PMI) em Portugal e a maior empresa do setor no país. Encontra-se entre as dez principais empresas exportadoras nacionais, exportando para mais de 25 países. A PMI é a principal empresa internacional do setor do tabaco. Em 2016 anunciou como sua missão contribuir para um futuro livre de fumo, mediante a substituição dos produtos tradicionais de tabaco combustíveis por alternativas sem combustão menos prejudiciais. O compromisso da Tabaqueira para com a sustentabilidade é transversal a toda a sua atividade, procurando minimizar as externalidades negativas associadas aos seus produtos, operações e cadeia de valor.